Como gerar interesse de um leitor para comprar seu livro.

Para responder essa questão primeiro precisamos entender, quais os fatores que atraem um potencial comprador a adquirir seu livro. 

Você dedica várias horas e energia para escrever uma boa história. Aprimora sua atenção, reescrevendo várias partes de sua obra para que fique perfeita, no seu entendimento.

Porém os leitores não se interessam por sua história e não buscam seus livros. Nesse momento um certo desanimo pode abater sobre você.

Mas para superar essa condição, é necessário traçar rotas alternativas que una o interesse do leitor com sua obra, ainda mais quando se é um escritor(a) que está construindo um nome.

O principal fator que leva a pessoa a comprar um livro é o autor, seguido pelo título e a capa.

Haja visto que as editoras tradicionais, restringem ao máximo a publicação de autores desconhecidos, pois a credibilidade é maior quando o escritor é mais conhecido.

Agora, para os escritores que ainda não são conhecidos, existem formas de conquistar os leitores, mesmo utilizando a auto publicação para gerar interesse.

Vamos conhece-las?

O quarteto mágico

Pesquisas recentes informam, que grande parte dos leitores ainda julgam um livro pela capa, mesmo assim alguns escritores ignoram essa informação, e não se dedicam a criar uma capa que atraia a atenção dos leitores.

Se você deseja que seu livro seja bem visto e seu nome reconhecido, invista tempo e se possível contrate o serviço de um profissional capista. A capa deve conter a ideia que deseja transmitir, baseado no conteúdo do seu livro.

O segundo ponto que o escritor deve ter como atenção, é relacionado a criação de um título cativante, pois ele está diretamente envolvido na decisão final do leitor comprar um livro.

Se tratando de livro físico, a decisão da criação do título ainda ganha uma vantagem sobre o ebook, no físico o leitor pode manipular a obra e ter mais poder de decisão.  No ebook um título bem elaborado ganha maior destaque entre os demais ebooks a sua volta. 

Nesse caso o título tem mais destaque do que a própria capa, e se torna mais chamativo e decisivo pela compra ou não de um leitor.

Na sequência de nossa análise, após a decisão pela capa e título terem passado pela aprovação do leitor, agora é a vez da sinopse.  Nesse ponto o escritor(a) deve explicar resumidamente o que trata seu livro, o assunto principal e o que ele pode trazer de benefício quando o leitor o adquirir.

Neste artigo, explico melhor sobre como criar uma sinopse que contenha os elementos necessários para convencer e trazer uma abordagem sutil de decisão do leitor.

Para finalizar a explicação dos elementos desse quarteto, segue o elemento preço, após a abordagem da capa, título e sinopse passar pela análise crítica do leitor, esse conjunto todo se torna o fundamento decisivo final contra o valor do livro.

Se o valor solicitado pelo livro passar a impressão de ser mais caro que interessante, ele pode ter passado pelos demais critérios, porém ficara na prateleira. 

O valor de benefício que você conseguir transmitir ao leitor ao adquirir seu livro, deve ser muito mais superior do que o valor em dinheiro, pois só assim atenderá a todos os requisitos a favor para que o leitor compre seu livro, seja ele físico ou digital.

O poder da recomendação

Esse pode ser o maior ponto de decisão de um leitor na compra de um livro.

A confiança depositada numa indicação se torna um fator predominante, mesmo que o custo do livro seja elevado, o título não chame muito a atenção e a capa também não seja atraente.

Quando a indicação parte de um familiar, um professor, um amigo, ou mesmo de uma resenha assistida no You Tube, a tendência em adquirir o livro supera até mesmo o alto custo que o leitor necessitará de dispor.

Claro que para alguém recomendar seu livro, ele deve ter sido lido e analisado, por isso ainda é importante se atentar sobre os itens que vimos no quarteto mágico.

Utilizar as redes sociais, é o grande recurso para obter o reconhecimento e realizar a divulgação de seu trabalho, mas não podemos deixar de lado outro fator bastante explorado que é o networking, principalmente com pessoa mais próximas, onde a probabilidade de conquistar outros leitores pela indicação aumenta muito mais.

Pois eles conhecem várias pessoas que não estão na sua rede de contato, podem ser sua fonte de divulgação que espalhará a melhor recomendação possível.

Interesses pessoais

Alguns leitores, quando não se identificam com algum item do quarteto mágico, ou não tem indicação de uma boa leitura, compram livros baseados em seus interesses pessoais, que normalmente estão relacionados ao seu nicho, ou seja, seus temas preferidos.

Por exemplo, se o leitor se interessa por temas relacionados a finanças, ele buscará por livros específicos nesse nicho, de preferência de autores reconhecidos, que tenham credibilidade e se encaixem em suas necessidades.

Os leitores de nicho existem para todos os tipos de gênero literário, podem ser leitores que desejam se aprofundar num assunto específico, ou simplesmente gostam de comprar lançamentos de um nicho específico.

Para alcançar e atrair este tipo de leitor, o melhor é usar uma estratégia de marketing que envolve a escolha de palavras chaves, onde através dela é possível realizar uma busca determinada pelo assunto que o leitor deseja.

Essa estratégia é realizada pelos motores de busca chamados de SEO, para otimizar os conteúdos contidos na página de um site, que apresenta sua marca na primeira página dos resultados da pesquisa feita pelo leitor.

Falaremos mais sobre o que é e como utilizar essa poderosa ferramenta nos próximos posts, fique ligado e acompanhe nossas atualizações.

Resumo do artigo

Vários fatores influenciam o interesse de um leitor pela compra de um livro.

Entre os principais fatores estão, a capa, o título, a sinopse e o preço, que a primeira vista são os itens mais críticos no momento da decisão de compra, claro que existem outros, mas essa sequencia aborda os itens decisivos que estão no topo entre os leitores.

As recomendações de amigos e críticos literários, também são fatores essenciais na decisão pela compra de um livro.  Muitos leitores são influenciados pelas indicações ou não de uma leitura, especialmente se quem estiver indicando tenha certo conhecimento no assunto, ou já tenha sua marca pessoal bem arraigada no tema discutido.

Mas quando o leitor possui uma inclinação pessoal, ou grande interesse por um tema específico, pode ser que a indicação ou todos os demais itens de aprovação inicial, fiquem em segundo plano, já que a vontade de adquirir o exemplar é pela satisfação pessoal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *