Seguindo metas para terminar a escrita de um livro

Há várias etapas no momento de escrever um livro, e nem todas são tão fáceis como parece.  

Para alguns escritores, o pior momento e encarar a página em branco, para outros, quando pensam que já estão a todo vapor com o enredo, “travam” e não conseguem evoluir.

Para evitar estas situações, nesse artigo há dicas para superar essas e outras pendências que impedem terminar o que você começou.

No início da escrita de um livro, ao termos a ideia principal, normalmente nos sentimos empolgados e motivados e escrever mais e desenvolver a ideia criativa.

Porém, devemos levar em conta que escrever um livro, leva tempo, demanda muita criatividade, além de não ser um projeto tão rápido e simples como alguns imaginam.

Mas quando você consegue demandar um tempo periódico para sentar e escrever, tudo começa a fazer sentido e torna-se mais motivador continuar.

Ao contrário disso, quando você não consegue reservar um tempo para escrever, não faz ideia de como será o próximo capítulo, nem o diálogo dos personagens, seu projeto começa a travar e a chances de abandonar a escrita aumenta gradativamente.

Neste caso, você precisa rever o método que está utilizando e dedicando a sua obra.

Para isso as dicas abaixo te ajudarão a não perder essa motivação.

1.Seguir um roteiro

Alguns escritores(as) pensam, que a elaboração de um roteiro detalhado é um trabalho demorado e entediante, que o tempo gasto nessa elaboração, pode ser aproveitado para escrever novos capítulos.

Por outro lado, quando você escrever seus capítulos sem um roteiro definido, e sem a definição do capítulo que fique coerente com a história, as chances de abandonar a escrita ou “Travar” as ideias aumentam substancialmente.

Neste cenário, uma boa opção é escrever os eventos que você imagina para sua história, separada por capítulos.

Faça anotações das ideias que pensar, por ordem cronológica dos acontecimentos e utilize esta lista como sugestões de ideias para sequência de sua história, dentro do capítulo que está escrevendo.

Ao final do capítulo, reveja suas anotações, identifique o que mudou e anote novas ideias para seguir com os próximos capítulos.  Desta forma sua escrita flui de forma ordenada e coerente com o enredo.

2. Crie um compromisso público

Uma boa forma de trazer motivação e inspiração na escrita de seu livro, é falar sobre ele.

Quanto mais você fala sobre seu livro com outras pessoas, mais realista ele se torna.

Mesmo que ele ainda esteja no processo de criação, ou mesmo se você ainda nem começou a escreve-lo, mas já desenvolveu o roteiro e conhece somente parte do enredo.

Quando você fala sobre a história do seu livro, as pessoas se conectam, criam empatia e te motivam a escrever, gerando um compromisso com seu projeto.

Não esconda sua história dos leitores, fale abertamente com seus amigos, nas redes sociais, converse com outros autores e espalhe sua ideia.

Outras opções de divulgação de seu trabalho, é criar blog e canais nas redes sociais que servem para atuação em marketing.

Desta forma, seu projeto se tornará um compromisso público, com cobranças dos leitores para divulgação dos próximos capítulos, fazendo com que você se dedique diariamente na escrita da sua história.

3.Crie parcerias, ninguém avança sozinho

Converse com outros escritores(as) sobre sua história, encontre-os em redes sociais e interaja com eles.

Há diversas vantagens de criar essa parceria, pois gera cobrança, motivação e incentivo para continuidade da escrita, além de poder contar com a experiências e novos caminhos para outros assuntos pertinentes como indicação de onde publicar, fazer revisão, encontrar editores, além de diversos serviços.

Procure por escritores(as) que possuam estilo semelhante ao seu, assim você pode firmar compromissos, onde a troca de mensagem pode ser constante e um parceiro acessível.

O objetivo deste relacionamento é a troca de ideias, elaboração de um cronograma com prazos e metas, onde cada um dos escritores(as), tem a necessidade de escrever seus textos para uma avaliação do outro, que apontará suas críticas e melhorias.

4.Estabeleça rotinas e metas

Um dos grandes problemas dos escritores que possuem outra função, é estabelecer um período de tempo durante o dia para a escrita de seu livro.

Principalmente se a rotina diária é trabalhar, cuidar da casa, dos filhos etc…

Estabelecer rotinas diárias, é o ponto chave para você conseguir definir metas realistas, que funcione no seu dia a dia.

Pode ser que ao rever sua rotina, o período diário disponível para a escrita criativa seja de apenas 30 minutos por dia, porém não desanime com este tempo, pois é melhor tem um período pequeno do que não ter nenhum.

Pois quando você consegue estabelecer um período, por menor que seja, o importante é criar essa rotina diária, e conforme ela for estabelecida, o tempo pode ser acrescentado gradativamente.

 Pior é esperar por horas livres para escrever, pois isso não acontecerá, sempre haverá outra tarefa a fazer que impedirá a criação dessa rotina.

 Estabeleça metas que realmente possam ser cumpridas, se você estabeleceu que terá 30 minutos diários, seja qual for o período, pela manhã, na hora do almoço ou a noite antes de dormir, tenha sua meta diária que caiba no seu tempo, e que seja executada.

Não há nada mais frustrante que estabelecer metas e perceber que elas não podem ser cumpridas, isso desmotiva seu processo criativo e força o engavetamento de seu projeto.

Saiba que as metas não se tratam de competência do escritor, mas sim uma falha de planejamento.

Pois mesmo que você cumpra o tempo estabelecido, mas a página em branco impediu que você avance com sua escrita, o importante é que a rotina foi criada, e assim, no dia que estiver com mais inspiração, você conseguira avançar mais do que imaginou.

5.Desistir não está no roteiro

Por mais que sua escrita não esteja te agradando, o mais importante é não desistir de escrever e largar seu projeto pela metade, como a maioria dos escritores fazem quando a escrita não está agradando.

Se seus textos não estejam agradando, não desista de escrever, trate do texto como um rascunho, que poderá ser melhorado posteriormente.

Poderá chegar um momento, que você estará cansado de tentar escrever um roteiro agradável aos seus olhos, estará mentalmente esgotado.

O melhor a fazer nessa situação é escrever outro estilo, como um poema, um diário, contos, ou outra coisa que liberte sua mente deste círculo de tentativas.

Mas não deixe de escrever, pois a escrita é o melhor remédio para ter novas ideias, e no momento ideal quando sua mente estiver mais descansada, você pode retornar ao seu livro e corrigir ou alterar o roteiro com mais calma.

Resumindo

Lembre-se que a inspiração de sua história deve vir de você mesmo que é o escritor(a).

Seus leitores esperam uma história gratificante e de qualidade, por isso dedique-se com o tempo que estabeleceu em suas metas diárias.

Tenha contato com outros escritores(as) através de redes socias, para obter opiniões diversas sobre o andamento de sua história, e ter a cobrança motivacional para continuar a escrever.

Troque ideias sobre roteiros e fale sobre a história que está escrevendo, para outras pessoas.

Encontre a motivação por diversos caminhos. Conte-nos sobre seus desafios e superações do seu processo de escrita criativa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *