Por que alguns escritores abandonam a escrita de um livro

Já ouvi alguns escritores (as) dizerem, que iniciam a escrita de um livro mas desistem antes mesmo de terminar o primeiro capítulo.

Quando um escritor decide escrever o livro, há uma motivação forte que o faz escrever, mas no decorrer do texto, ele fica perdido por não saber por onde prosseguir que acaba abandonando a escrita e, deixando sua história guardada na memória do computador ou trancada numa gaveta.

Esta desistência pode até parecer estranho para algumas pessoas, porém é mais comum do que parece.

Pesquisei e procurei entender porque isso acontece, identifiquei quais fatores interferem diretamente na desistência da escrita, abaixo veremos o resultado da pesquisa, você pode verificar se isso te afeta também.

No final do artigo, apresento algumas soluções e uma estrutura à seguir, para que você não desista de escrever suas histórias.

Sintoma da direção errada

A pior coisa que você pode sentir ao escrever uma história, é a sensação de empolgação no início da escrita, depois, perder completamente o interesse no roteiro durante o percurso.

O sintoma da direção errada é, o seu sentimento ao perceber que o desenrolar da história não está agradando você, nem agradaria seus leitores, quando o livro for publicado.

Pior ainda é, quando a trama principal que você havia planejado, se torna menos importante do que uma outra sequência qualquer que surgiu durante a escrita.

Neste caso pode haver problemas na coerência da história, além de te deixar desorientado, por qual caminho seguir.

Se você chegar neste ponto, faça uma releitura do que você escreveu até o momento e avalie se a trama principal conseguiria se manter até o final da história ou não.

Uma correção que você pode fazer neste momento é ter a consciência que deve remover as partes que não agreguem valor ao conteúdo da história.

Depois, reformule a trama principal, deixando-a mais atraente aos leitores e para conclusão da história.

 A Escolha do Personagem

Normalmente ao iniciarmos a escrita, o enredo já está desenhado na mente, ou pelo menos deveria estar.

Dentro deste enredo, você já deve ter escolhido os personagens, suas características, e o papel de cada um dentro da trama, especialmente o personagem principal.

Porém, a medida que a história se desenrola, você percebe que o personagem principal, não está tão interessante quanto você previa, ou pior, outros personagens estão com mais destaque do que o principal, e sua vontade em escrever sobre eles se torna mais atraente.

Quando sua história chega neste patamar, ela pode não ter o efeito que você desejava, podendo afetar diretamente a motivação do escritor.

Se sua história chegou neste ponto, provavelmente a melhor coisa a fazer é alterar as características de seu personagem principal, fazendo com que ele permaneça ativo na trama.

Para evitar chegar neste ponto, ao início de cada capitulo, analise se o personagem principal está atendendo as expectativas da trama e, se encaixará bem nos próximos capítulos da trama.

Se perceber que o personagem principal não está exercendo o papel de destaque, você pode alterar o roteiro de forma que contorne os problemas e volte a ser o destaque.

Neste caso você pode utilizar a estrutura do jornada do herói e, manter o direcionamento correto ao personagem, criando assim mais interesse na escrita deste personagem.

Neste artigo, você encontra mais informações sobre a jornada do herói.

Perspectiva Errada

Dependendo da perspectiva que você escreve sua história, pode torna-la agradável ou um martírio para leitura.

Dependendo do enredo da sua história, narra-la em terceira pessoa, pode ser mais agradável aos leitores e pode facilitar bastante o trabalho do escritor (a) e, se for narrada em primeira pessoa pode se tornar um desastre.

Porém, há casos que a narração em primeira pessoa é mais aceitável e, torna a história mais interessante, depende muito do contexto que você pretende transmitir.

Portanto, antes de desistir da escrita seu livro, faça uma análise de qual perspectiva o enredo se encaixa melhor e que atrai mais interesse à leitura.

Tente alterar o ponto de vista da história e verificar se ela fica mais interessante, para quem lê e para quem escreve, perceba as diferentes formas de narrativas e identifique a melhor.

Chamamos também de P.O.V. (point of view) ou, ponto de vista

Após escrever parte de sua história com outro ponto de vista, peça para alguém ler o trecho com os dois pontos de vistas, depois peça a opinião sobre qual ficou mais interessante.

 Falta de Ação

Podemos dizer que a alma de um livro é, o quanto de interesse sua história gera para o leitor, ou o quanto o leitor fica atraído pelo rumo dos acontecimentos.

Para gerar esta atração, o principal ingrediente da narrativa é o conflito.   Ela é responsável por dar folego e ação ao enredo, e desta forma, prender a atração do leitor.

Porém, quando um conflito não gera a ação esperada, ou não há de interessante pelo desfecho, isso gera um grande desinteresse em continuar a escrita da história.

E como tornar um conflito interessante, a ponto de deixar os leitores com os olhos grudados, na leitura de seu livro?

Para um conflito se tornar interessante, ele precisa oferecer um risco real ao personagem principal, do contrário ele se torna apenas um pequeno problema, com fácil resolução.

Se não há nenhum risco voltado ao protagonista, não gerará interesse dos leitores ao conflito e, consequentemente eles não se preocuparão com o personagem e, desta forma ficarão propensos a abandonar a leitura.

Para identificar que os conflitos e ações atendam as expectativas dos leitores, podemos avaliar alguns pontos, e assim, garantir o conflito.

Avalie se dentro das metas do personagem principal, há situações que impedem de serem concretizadas.

Crie conflitos interessantes que sejam superados pelo personagem de uma forma que surpreenda o leitor.

Escreva cada capítulo com pelo menos um conflito importante.  Desta forma a trama torna-se mais agradável para criação do escritor (a) e também para o interesse dos leitores.

Considerações

Desejo que após você avaliar tudo que leu neste artigo, atraia seu interesse em retomar aquele texto perdido num arquivo de seu computador, ou em folhas amareladas guardadas num canto da gaveta e, decidir que essa obra pode render mais do que você imaginava.

Talvez somente com alguns ajustes nos conflitos por capítulo, um planejamento com as principais ideias deste conflito, ou apenas com uma alteração o ponto de vista, já melhore consideravelmente o roteiro de sua história.

Ao invés de escrever uma nova história, quem sabe se você resgatar aquele texto abandonado e considerar estes pontos, possa dar um novo fôlego ao seu livr

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *