O que torna uma pessoa escritor ou escritora?

Quem pode ser considerado um escritor ou escritora?

Segundo o dicionário Aurélio, escritor significa;

  1. Autor de obras literárias ou científicas (com relação ao estilo, à forma que emprega).
  2. Escritor público:  literato de profissão.

Acredito que seja qualquer pessoa que escreva desde um pequeno texto, até um grande livro e, publique-o em formato digital ou impresso, pode ser considerado escritor ou escritora.

Para definir melhor está afirmação, apresento cinco regras para você identificar um escritor (a).

Regra 1 – EscreverO que torna a pessoa um escritor ou escritora?

Parece até algo óbvio, porém, este é o ponto onde vários candidatos a escritor ou escritora, pecam.

Uma grande parte dos futuros escritores elaboram a idéia do primeiro livro, fazem um bom planejamento dos capítulos, criam os personagens, mas não escrevem nem uma linha sequer e pior, armazenam todas as idéias somente na cabeça.

Estes futuros escritores alegam, que não conseguem encontrar tempo para escrever.

Porém uma coisa é certa, não existe escritor que nunca escreveu nenhuma linha sequer.

Portanto, realize o planejamento de seu livro, incluindo o período de tempo e dias que irá dispor pra realizar a tarefa da escrita, isso é tão essencial quanto à própria ideia da história.

Regra 2 – Concluir os textos

Muitas vezes ao começar a escrever um texto, seja ele um pequeno artigo ou até mesmo o primeiro capitulo de um livro, você pode achar que o texto não ficou bom, mas ainda esta na metade do texto.

Neste caso, conclua-o, pois somente com a ideia de início meio e fim, será possível melhorá-lo, e ficará mais fácil avaliar o verdadeiro sentido do texto

Um exemplo de experiência própria, foi quando escrevi o primeiro capítulo do meu livro A Ordem Malsim, pois quando o iniciei, encontrei vários defeitos e falta de ideia para prosseguir com a história.  Porém, após concluir este texto, consegui melhora-lo e, percebi que ele não seria o primeiro capítulo, pois se encaixava melhor no meio da trama, mas isso só foi possível após concluir todo texto.

Portanto, mesmo que você não goste do que esta escrevendo, permaneça dentro da ideia até o final do texto, assim será mais fácil melhorá-lo.

Regra 3 – Evite uma revisão constanteO que torna a pessoa um escritor ou escritora?

Assim como foi dito na regra anterior, concluir seus textos ajudará a melhorá-los, mesmo que você ache que ainda não está bom.

Ao perceber que seu texto não está ficando bom, e não concluí-lo, a tendência é ficar fazendo constantes revisões de um texto incompleto, que não ajudará a deixá-lo perfeito, na sua visão.

Tenha em mente que, a revisão deve ser feita somente a conclusão de cada capítulo e, após a conclusão da obra toda, ou se o editor ou revisor profissional, sugerir alguma melhora no texto.

Regra 4 – Publique seu livro.

Após árduos meses planejando e escrevendo seu livro, ele ficou pronto.

Agora é o momento de retirá-lo da gaveta e, apresentá-lo ao publico.

Para isso, você tem duas opções; pode enviar seus originais para editoras, ou publicá-lo por conta própria ao custo será bem reduzido, ou dependendo de como efetuar a divulgação, não terá custo algum.

Uma forma de publicar seu livro sem gerar custo, é utilizar uma das várias plataformas online existentes e, disponibilizar sua obra no formato digital, assim você pode alcançar mais leitores, devido à facilidade das transações realizadas pela internet.

Para isso, crie uma plataforma online, onde seus leitores possam manter contato com você, para tirar dúvidas, dar sugestões, opiniões, e também para saber quando novos livros seus estarão disponíveis.

Neste e-book gratuito informo mais detalhes sobre este tipo de publicação, acesse o link e baixe.

Regra 5 – Tenha o próximo livro em menteO que torna a pessoa um escritor ou escritora?

Uma das medidas que os editores e leitores tomam para avaliar um bom escritor ou escritora, é a freqüência e quantidade de livros que ele ou ela já escreveu.

Por isso antes mesmo de publicar seu primeiro livro, inicie a escrita de seu próximo livro, pois esta avaliação dos leitores é feita pelo conjunto da obra, e não por um único livro.

Antes mesmo de escrever meu primeiro livro, eu já tinha em mente que iria escrever uma seqüência cronológica desta história, ou seja, a história do primeiro livro teria seqüência em outras épocas da civilização, é isto que estou fazendo para dar um gancho às próximas histórias.

Você também precisa se concentrar nisso, mas claro que não precisa ser uma seqüência como eu decidi fazer, seu próximo livro pode ser sobre outro tema, que não tenha nada a ver com o primeiro livro, mas pense nisso com cuidado e de comece com a ideia.

Em resumo, acredito que para você ser considerado um escritor ou escritora, não necessita vender milhares de livros, nem ser uma celebridade da literatura, basta gostar de escrever histórias de qualidade, levando aos leitores o que eles desejam ler, e se possível surpreende-los.

Até breve
Helder Diório

2 Comentários

  1. Olá Helder!
    Concordo quando você diz que para a pessoa ser considerada um escritor, basta escrever uma história que mantenha o leitor cativo e mexa com sua imaginação. Frequento seu site há algum tempo, mas nunca havia comentado.

    Há pouco tempo iniciei meu site, voltado para a escrita de ficção científica:
    http://www.planetaficcao.com.br

    • Olá Roger
      É sempre excelente saber, que algumas pessoas disponibilizam seu tempo para escrever e ajudar outras pessoas.
      Parabéns pelo seu site e, sucesso.

      Grande abraço
      Helder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *