Como criar o hábito da escrita

A prática é amiga da perfeição.

Como criar o hábito da escrita

Escrever, assim como qualquer outra tarefa, necessita de prática e muito empenho.

Se você deseja estar apto para realizar uma tarefa, o primeiro passo para alcançar a perfeição é obter a maior quantidade de conhecimento, sobre o assunto que pretende escrever.

Para muitas pessoas, o principal motivo que as impedem de escrever é o chamado ‘bloqueio de escritor’, onde as ideias não aparecem e o escritor não consegue evoluir com sua história.

Porém, com alguns  processos corretos e a aplicação de técnicas específicas, é possível impedir estes bloqueios e saber como criar o hábito da escrita.

Nas próximas linhas veremos como isso é possível de ser realizado.

Crie uma rotina

Como criar o hábito da escrita

Cientistas afirmam, que o cérebro precisa de pelo menos 30 dias seguidos em determinado processo para gerar um hábito.

Para que isso se torne realidade, é necessário criar um método ou um processo diário com pequenas metas alcançáveis.   Estas metas podem ser, desde escrever uma página por dia até a escrita de um capítulo inteiro, mas isso vai depender de outro fator importante, o tempo.

Pense no seguinte, alguns escritores famosos possuem o mesmo tempo, ou até menos tempo diário que você, para se dedicar a escrita, mesmo assim eles conseguem realizar um trabalho com excelência.  E porque eles conseguem realizar esta proeza?

Por que existem alguns fatores que contribuem para que isso aconteça, entre eles temos o planejamento.

Nele está contido toda base para criar uma rotina estruturada, planejar significa prever de antemão como será o seu sucesso. Você inclui no planejamento o melhor período do dia que pode ser disponibilizado para a escrita, além da quantidade de horas que serão consumidas.

Monte um processoComo criar o hábito da escrita

Se você não tem nem ideia de como criar um processo, escrevi alguns passos que podem te auxiliar nesta questão.

– Esboço

Para criar um processo, primeiro você precisa fazer um esboço.

Rabisque num papel alguns passos a serem seguidos, como;

Descubra o que as pessoas gostariam de ler em seu material, o que elas buscam em uma história, crie um gancho sobre este assunto.

Faça um brainstorm por semana, anote numa folha tudo o passa por sua cabeça sobre o assunto de sua história.   Neste artigo você encontra mais informações sobre como reproduzir um bom brainstorm.

Fazendo isso você já se livra de ideias irrelevantes, e descarta áreas que não necessitam de pesquisas.

– Pesquisas

As pesquisas devem ser direcionadas a pontos específicos de sua história, aqueles que necessitam de maiores informações, para isso crie uma lista de itens a serem pesquisados.

Estipule um tempo para pesquisar cada item, assim você não sairá do foco da pesquisa e conseguirá mais resultados para sua história.

– Faça rascunhos

Conforme você for escrevendo, a tendência é que seu cérebro procure corrigir prováveis erros que seu texto pode apresentar, porém, se você der atenção a isso, sua escrita pode ser prejudicada e sua meta diária pode não ser alcançada.

Para evitar esta situação, você precisa treinar seu cérebro a perceber que você será a única pessoa que irá ler este texto.

Fazendo rascunhos, você tem a possibilidade de efetuar as correções em outro momento, assim poderá acrescentar ou retirar partes da história, que não ficaram de seu agrado.

O ideal, mas não obrigatório é realizar pelo menos três rascunhos de seus textos funcionando desta forma.

Rascunho 1 – Não importa se seu texto fique ruim, o que importa é escreve-lo.

Rascunho 2 – Aqui é quando você edita seu primeiro rascunho, reformula as sentenças, simplifica os parágrafos longos, corta ou acrescenta palavras, corrigi regras gramaticais e verifica a ortografia.

Rascunho 3 – Nesta parte você deve ler seu texto em voz alta, desta forma você adquire maior entendimento e identifica possíveis falhas de coerência ou falta de pontos importantes que passaram despercebidos.

Portanto para criar um processo que te ajude no habito da escrita, faça esboços que identifique sua ideia, crie pesquisas relevantes ao seu tema, e faça a série de rascunhos para correção de seu texto.

Supere as crenças

Como criar o hábito da escrita

Existem várias crenças, que prejudicam nosso desempenho e ao longo do tempo foram incorporadas em nossa mente, entre elas podemos identificar as mais constantes como:

– Quem escreve rápido escreve mal.

Tire esta crença de sua cabeça, pois escritores de sucesso escrevem mais de 2000 palavras por dia e mesmo assim conseguem passar um conteúdo de qualidade.

Escrever rápido necessita de prática e segurança, quando se aplicam as técnicas certas e o treinamento adequado, há naturalmente um ganho de velocidade e isso não quer dizer que a qualidade na colocação das palavras está baixa.

Principalmente se você aplicar a técnica dos três rascunhos, conforme dito anteriormente.

– Nunca ganho dinheiro escrevendo.

A questão aqui é ter um bom conteúdo, se sua história for boa, se prender a atenção dos leitores, se você conseguir ter um bom relacionamento com seu público, a venda de seus livros será uma questão de tempo, portanto ganhar dinheiro será a consequência.

A única maneira de não ganhar dinheiro com seu livro, é se ele ainda não estiver escrito.

– Ninguém se interessa pelo que escrevo

Não há como prever o interesse das pessoas, porém quando você escreve sobre algo que domina e direciona ao público certo, tudo fica mais fácil.

A maneira como você escreve, pode transformar os assuntos menos acessados em algo vendável e interessante, desta forma o público cria mais interesse.

– Não sei o que escrever

Conforme já dito antes, faça um planejamento sobre o assunto escolhido, realize bastante pesquisa e crie uma rotina.

Mas de nada adianta isso, se você não sabe o que escrever, a melhor maneira de gerar ideias é ler vários livros do gênero que mais gosta, assista filmes sobre este gênero, assim você estimula o cérebro a criar novas possibilidades e a partir disso, criar uma nova história original.

Além do temido bloqueio de escritor, já dito nas linhas acima, porém posso acrescentar que a melhor forma de superar isso é escrevendo todos os dias.

– Não confio na minha gramática

Outra crença clássica, é a questão de confiar na própria gramática.

Muitas pessoas nem iniciam a escrita por medo de escrever errado, por medo de não agregar a confiança dos leitores quanto as palavras inseridas na história, além de ficarem constrangidas com isso.

Para evitar este constrangimento, existem profissionais que realizam o trabalho de revisor, onde você contrata seus serviços e ganha mais confiança ao passar sua história aos leitores.

Outra forma de garantir que seus textos estejam com a gramática correta, é fazendo parcerias com outros escritores, incentivando que eles leiam partes do seu texto e efetuem as correções necessárias, assim como você também deve realizar correções nos textos deles.

Além de vocês ganharem sinergia, há também a questão de praticar a revisão em textos aleatórios, ganhando assim, mais confiança para os próximos textos que você escrever.

Uma coisa de cada vez
Como criar o hábito da escrita

Algumas pessoas tendem a seguir para outro projeto sem mesmo completar o que está atuando, desta forma haverá vários projetos e histórias incompletas.

Para evitar que isso ocorra, concentre-se em pequenos projetos de escrita, principalmente se você está criando uma rotina.

Comece escrevendo pequenos artigos em um blog, escreva uma redação por dia ou faça pequenos resumos de livros ou filmes.

Se você está iniciando, saiba que os projetos grandes podem sugar as forças e a motivação, ocasionando perda de tempo e fugindo completamente do que está sendo proposto neste artigo.

Mesmo se surgir novas ideias não relacionadas ao texto que está trabalhando, guarde estas novas ideias para outro momento e concentre-se no projeto atual.

Resumo do Artigo

  • Criar o habito da escrita vai depender de alguns fatores como, a prática e o empenho.
  • A rotina é criada, através de um bom planejamento com metas alcançáveis.
  • O planejamento é criado através da sequência de processos, resultando nos rascunhos.
  • As crenças limitantes podem impedir que seu projeto ganhe força e seja finalizado.
  • Procure elimina-las, identificando-as através de técnicas aplicadas.
  • Comece escrevendo textos pequenos, mas procure fazer disso uma constante, assim além de ganhar mais técnica, com o tempo você vai consegue escrever mais rápido e com mais qualidade.

“Pensamentos viram ações. Ações viram hábitos. Hábitos viram o caráter. E o caráter vira o seu destino.” – James C. Hunter

Até breve
Helder Diorio

2 Comentários

  1. Muito bom seu artigo, mas fiquei curioso em saber os custos da confecção de um livro. Quanto seria o trabalho de correção ortográfica? Quanto custaria publicar e propagar um trabalho? Onde poderia fazer consultas de orçamento?

    • Olá Marcelo
      Existem vários profissionais liberais que podem fazer a revisão de sua obra.
      Procurando na internet, você encontrará o profissional que atenderá seu prazo e realizará um bom trabalho.
      Há também empresas especializadas, que realizam desde a publicação até a divulgação de sua obra,você pode encontrar na internet.
      Os preços para efetuar uma revisão podem variar de R$ 3,00 até R$ 15,00 a lauda, isso vai depender da qualidade e atenção do profissional.
      Os valores apresentados por empresas variam bastantes, e o importante aqui é realizar uma pesquisa bem vasta.
      Neste link você pode baixar o e-book gratuito onde encontra mais informações de”Como Publicar sua Obra sem Custos”.

      Espero ter ajudado.
      Continue acompanhando o portal que publicaremos mais artigos sobre estes assuntos.
      Obrigado pelo seu interesse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *