A Jornada do Herói – parte 1

A História da Grande Jornada 

Se você prestar atenção, notará que muitas histórias seguem um determinado padrão, este padrão sempre causam grande efeito e muito sucesso nas bilheterias do cinema.

A Jornada do Heroi

 

 

 

 

 

 

 

 

Desde a antiguidade, quando uma pessoa fazia coisas extraordinárias por alguns de seus atos, esta pessoa era aclamada herói, seja por ganhar liberdade, para salvar um ente querido, ou mesmo para salvar uma nação inteira, a pessoa recebia esta patente e fazia muito sucesso entre os demais.

Devido a capacidade do ser humano de superar limites, algumas pessoas foram eleitas como grandes heróis e heroínas em diversas épocas históricas, haja vista as histórias da bíblia, onde várias pessoas comuns conduziram grandes feitos.  Durante várias épocas os conceitos foram os mesmos, as pessoas comuns se tornavam heróis por um simples feito, mas que mobilizava grandes multidões.

Na época atual, o papel do herói ficou mais visível nas telas de cinema, gerando um sucesso absoluto entre o público. Um exemplo real do que acontece nas histórias da telona é quando um herói, que na história normalmente não é uma pessoa popular, começa a encarar dificuldades e obtém contato com um mundo desconhecido, e se vê obrigado a lutar pela sobrevivência, ou por outras causas de impacto.

Temos vários exemplos de filmes, que atraem o público por utilizarem este mesmo padrão apontado, entre eles temos os exemplos de; Harry Potter, Star Wars, Batman, O Senhor dos Anéis, entre vários outros. (abordaremos mais sobre este assunto nos próximos capítulos…)

Joseph Campbell

Baseado nos estudos deste tipo de comportamento, um americano chamado Joseph Campbell, realizou diversas pesquisas sobre a mitologia e religião, chegando no conceito que batizou como A Jornada do Herói, a qual introduzi a linha de raciocínio que vamos explorar neste artigo.

Campbell escreveu o livro, O herói de mil faces, onde retrata este tema, vinculando com assuntos do cotidiano para prender nossa atenção.

Ele descreve A Jornada do Herói em três atos distintos, com total de doze passos.

Desta forma ficou estruturada A Jornada do Herói, claro que esta estrutura não é uma regra, mas tem funcionado muito bem com várias histórias, auxiliando roteiristas e escritores na construção de suas tramas, fazendo-as serem mais envolventes e emocionantes.

Este modelo é conhecido e prático, servirá para te auxiliar na elaboração de sua trama, seguindo esta estrutura você entenderá como os grandes escritores Best Sellers basearam suas histórias de sucesso.

Os doze passos da jornada do herói são;

ATO 1
Passo 1 – Mundo Comum
Passo 2 – O Chamado à aventura
Passo 3 – Recusa ao chamado
Passo 4 – Encontro com o Mentor

ATO 2
Passo 5 – Cruzamento do Limiar
Passo 6 – Testes, aliados e inimigos
Passo 7 – Aproximação do objetivo
Passo 8 – Provação máxima
Passo 9 – Conquista da recompensa

ATO 3
Passo 10 – Caminho de volta
Passo 11 – Depuração
Passo 12 – Retorno transformado

Na imagem abaixo você tem uma melhor visualização de como funciona esta estrutura.

A Jornada do herói

No próximo artigo, descreverei todos estes passos e como eles funcionam, aplicando em cenas de um filme de sucesso, assim você identifica melhor cada um destes elementos.

Compartilhe com as pessoas e assine nosso canal para receber as atualizações.

Até breve

Helder Diório

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *